Ataques aconteceram porque os detentos não aceitarão usar uniformes padronizados e corte de cabelo “raspado”

Por Domingos Costa
Vítimas queimadas pelos ataques
1531902_774059195942404_1423749007_nUma menina de 6 anos que teve 90% do corpo queimado, está internada em estado gravíssimo no Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II, ela foi uma das vítimas do ataque ao ônibus na Vila Sarney Filho, que fica localizada nas proximidades do Maiobão, Município de Paço do Lumiar, na noite de ontem sexta-feira 03/01.
Além dela, a mãe e uma irmã de um ano e quatro meses também sofreram queimaduras pelo corpo, mas não correm risco de morte. A quarta vítima da ação criminosa é um homem identificado como Marcos Rony, que está no centro cirúrgico do mesmo hospital, com queimaduras por todo o corpo. Todos são moradores do Residencial Nova Terra.
Além do ônibus na Vila Sarney Filho, que foi parcialmente incendiado, outros três ônibus sofreram ataques: no bairro do João Paulo e na Avenida Ferreira Gullar na Ilinha, São Francisco,  os veículos foram completamente queimados. No Jardim América, o fogo foi contido pelo Corpo de Bombeiros. Familiares da mulher que estava com sua filha dentro do ônibus, afirmaram que a vítima ainda pediu que os bandidos não jogassem gasolina na criança, mas não foi atendida.
Sargento da PM executado a tiros

wpid-Photo-04012014-0855Antônio César Serejo, sargento da Polícia Militar do Maranhão foi atacado e morto a tiros, na noite desta sexta-feira (3), na Nova República, Maracanã. O militar foi atingido com 4 tiros quando estava em um bar. Ele foi socorrido e levado em estado grave para o hospital Socorrão II e morreu pouco tempo depois.
O atirador chegou em um veículo Celta de placas não identificadas até o momento, desceu e disparou certeiramente contra Serejo. Está confirmado que o assassinato do PM tem relação com os ataques da noite de ontem sexta-feira. Segundo A Secretaria de Segurança Pública já foram identificados os executores e os mandantes dos crimes cometidos.
9º Distrito Policial do São Francisco alvejado
Também na noite de terror de ontem, sexta-feira 03/01, por volta das 19h30, o 9º Distrito Policial (DP), localizado no bairro do São Francisco em São Luís, foi alvo de um atentado. Os bandidos passaram pelo local e desferiram oito tiros de pistola calibre 9mm. Como o expediente na delegacia encerrou às 18h, só havia um vigilante no local, que não se feriu.
Em nota divulgada durante a noite de ontem, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) comunicou que já identificou os mandantes e quem recebeu as ordens para a execução do atentado. Além disso, diz a SSP, já existe uma movimentação para deter os envolvidos nos ataques.
Ordem partiu de dentro dos Presídios
O secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, afirmou em entrevista à Mirante AM que as ordens para os atentados a delegacias e ônibus partiram de dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Em outubro, após rebelião no presídio, sete ônibus também foram incendiados.
A decisão dos ataques teria sido tomada depois que os presos souberam que a Polícia Militar, responsável pela segurança dentro do presídio desde o dia 27 de dezembro, daria outro tratamento aos detentos. Entre as medidas estavam a obrigação de utilização de uniformes padronizados e o corte de cabelo “raspado”. Os líderes das facções não aceitaram a mudança no tratamento e por isso ordenaram os ataques.
Onda de boatos
Muitos burburinhos de rodas de conversa, informam que os ataques de ontem a noite em diversas localidades da Ilha de São Luís, podem vir a ser repetidos hoje por volta do final da tarde. Mais até agora tudo não passa de conversa fiada.
A única certeza até agora é que a população está assustada!

Nenhum comentário: