Copacabana recebe ato pelas Diretas Já


As manifestação em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, por 'Diretas Já' teve início na manhã deste domingo (28), na expectativa de reunir milhares de pessoas. Caetano Veloso, Mano Brown, Criolo, Teresa Cristina, Martnalia, Mosquito, Pretinho Da Serrinha, Cordão Da Bola Preta, Pedro Luís, Digitaldubs e Bnegão estavam confirmados para apresentação no ato. Atores como Fábio Assunção, Wagner Moura, Lúcio Mauro Filho e o escritor Gregório Duvivier gravaram vídeos divulgados nas redes sociais para pedir "Diretas Já".


O ato é organizado pela Frente Povo Sem Medo e pela Frente Brasil Popular. "É um fato: Temer não se sustenta mais na presidência! Agora é hora de escolhermos o nosso caminho para decidir o futuro do país: acordo entre os deputados ou eleição pela população", diz a descrição do evento em rede social. "Não podemos abrir mão dessa escolha e deixar que a Câmara Federal, formada por parlamentares tão corruptos quanto Temer e seus aliados, decidam por nós", completa. 

Para a ativista Ana Ribeiro, do movimento Frente Brasil Popular, o ato "Diretas Já" é um grito que caminha lado a lado com o grito de "Fora Temer". “Esse ato nasceu durante a última manifestação que fizemos na Cinelândia. Toda aquela violência, repressão, transformou nosso protesto em um cenário de guerra, e isso fez com que a gente pensasse em um ato diferente, que dialogasse com a população. O ‘Rio pelas Diretas Já’ é um grito de ‘Fora Temer’. Nós esperamos que esse grito ecoe pelo resto do país”, explicou.

O integrante da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Augusto Carlos Leal, descreveu o ato como um festival cultural, que foge dos padrões. “Muito importante um ato assim. Foge dos padrões que temos vistos ultimamente. Vamos ter em Copacabana hoje um ato cultural, unindo grandes nomes da música, celebridades e população para debatermos, discutirmos idéias que possam ajudar a criar um Brasil melhor”, comentou.

A cantora e atriz Zezé Motta foi uma das figuras que subiram ao carro de som na manhã deste domingo, para discursar e cantar o sucesso que imortalizou no carnaval de 1989 pela Imperatriz Leopoldinense, e que acabou virando um dos hinos durante as Diretas Já, nos anos 1990, "Liberdade, liberdade, abra as asas sobre nós". 

"Nós não podemos aceitar que esse congresso, que tem mais de 200 integrantes sendo investigados, determine nosso presidente. Nós precisamos e queremos votar diretamente. Nunca imaginei que após 30 anos eu estaria novamente pedindo pelo direito de escolher quem vai comandar o meu país. Cantar essa canção depois de tanto tempo, e dessa vez, novamente, voltar a cantá-la não em um momento feliz, mas em um momento de comoção nacional", disse, antes de começar a cantar à capela, em parceria com os manifestantes que já se encontravam na praia de Copacabana. 

Pelas redes sociais, o governador do Maranhão, Flavio Dino (PCdoB) publicou: "Diretas Já. Melhor caminho para o Brasil ter mais estabilidade, união e esperança."



Com informações do Jornal do Brasil

Maquiagem: Prefeitura de Pedreiras no afã de apagar imagem negativa, procura uma via movimentada pra tirar fotos de tapa buracos e esquece que os bairros estão abandonados.

O blog tem recebido fotos de diversos bairros da cidade e as reclamações são as mesmas, falta de iluminação pública e buraqueira geral. Mas, ao que parece, a sina destes moradores irá perdurar por muito tempo, já que a prefeitura prefere holofotes a dar resolutividade aos mais esquecidos. A manobra de parecer estar trabalhando na avenida principal da cidade e veiculada com estardalhaço pelo governo, nada mais é do que uma atitude midiática manjada frente a tamanha desaprovação popular. Ora senhoras e senhores leitores, desde quando um tapa buracos que deveria ser frequente deva merecer tanto destaque? Isso é tarefa diária, como a de um aluno ter que ir à escola todos os dias. Enquanto isso, ruas e bairros de Pedreiras estão jogados as moscas e sem nenhuma atitude por parte da atual administração. Aí lhes pergunto,de  que adianta a prefeitura fazer obras para maquiar a cidade nos locais onde chama atenção pelo fluxo de veículos e pessoas, se nos bairros o povo vive abandonado e sem perspectivas de ajuda? A população gritando para ter o direito constitucional de ir e vir e o prefeito para esconder  tamanho descaso prefere posar pra fotos,tanger jumentos, e subir em poste,ao invés de administrar a cidade, isso é tripudiar  da inteligência do povo. Pra piorar, muitos moradores cansados de esperar,fazem as vezes do município e pasmem, realizam obras nas ruas, tirando do próprio bolso e contando com a boa vontade da vizinhança, como é o caso da rua "beira rio" no Boiadão, lá, os moradores, é que realizam tapa buracos e fazem melhorias na rede de esgoto. Na Travessa palmeirinha,mais especificamente na rua José Belo, os moradores tem que mudar a rota para adentrar nas residências,pois a rua está intrafegável. "O prefeito não saía daqui pedindo votos,só vemos ele na televisão esbravejou indignado um morador".
É amigos, se pequenas obras não estão sendo realizadas, o que podemos esperar nestes 3 anos e sete meses de governo que estão por vir?

Observem as imagens enviadas por moradores da José Belo ao Blog.




  


PROJETO VIDA POR VIDAS DA IGREJA ADVENTISTA EM PARCERIA COM O HEMOMAR PEDREIRAS PROMOVEM CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE.

Recepção do HEMOMAR lotada 

Começou hoje e se estenderá até a semana que vem a campanha de doação de sangue realizada pela igreja Adventista em parceria com o Hemomar de Pedreiras. Segundo os organizadores, mais de 300 pessoas irão comparecer ao hemocentro para fazer este importante gesto de amor ao próximo. Em virtude da campanha, o HEMOMAR funciona hoje em regime especial, já que as doações são realizadas durante a semana, mostrando assim o compromisso dos funcionários em abster-se do sábado para levar esperança a muitas pessoas que necessitam de sangue.



Revoltante! Vídeos mostram idosa espancada pela próprio filho em São Luís

Fonte: Maranhão de verdade



Um homem, identificado pelo nome de Roberto Elísio, é visto agredindo a própria mãe, uma senhora idosa na capital maranhense. Os vídeos estão circulando nas redes sociais De acordo com o vídeo, o homem aparece discutindo com a mãe, inclusive, chega a agredir com um tapa na mão. As imagens são revoltantes. Veja abaixo os vídeos:



                                         


Retrocesso: Secretaria de assistência social de Pedreiras funciona interinamente

Quando pensamos que já vimos de tudo na política,vem ela e nos mostra o quanto esta enigmática atividade é dinâmica. Na cessão desta quinta-feira o Vereador Elcinho Gírio levou ao conhecimento dos vereadores que o município que até então estava sem secretária de assistência social, pelo menos era a nota o que o blog oficial do governo noticiou, como num passe de mágica, a pasta aparece com uma secretária em pleno gozo de suas atribuições. Fica a pergunta, a nova secretária foi efetivada as escuras?
 Segundo o presidente da câmara Bruno Curvina ao ouvir a denúncia do vereador Elcinho, foi informado por alguém do governo que a secretaria estava sendo gerida interinamente,por uma servidora. Não é bem o que o memorando diz, no documento, a funcionária assina como secretária, e não interina. No mínimo um fato estranho que há muito tempo não se via em Pedreiras. Nem mesmo o líder de governo e o presidente da câmara sabiam que já existia uma nova secretária respondendo e despachando memorandos,como comprovaremos abaixo.A falta de planejamento na prefeitura de Pedreiras é gritante, como pode uma secretaria importante como a de assistência social,ficar acéfala sem uma substituta ou substituto imediato para uma das pastas mais importantes do município. Uma dupla falta de respeito, com a Câmara e principalmente com o povo de Pedreiras. O documento que desencadeou mais esta trapalhada do governo, foi enviado via memorando assinado por Sabrina Geniff Silva e Silva para a ex secretária, e tratava da devolução de objetos da antiga titular Socorro Leite que serviam para dar funcionamento à secretaria. Ficamos assim com uma pulga atrás da orelha, Sabrina assina como secretária e não como interina, ou será como interina com poderes de secretária? Para finalizar, ficam estes questionamentos, quais foram de fato os reais motivos que levaram a exoneração de uma das pessoas que mais pratica "o bom assistencialismo" como dona Socorro Leite,e que num gesto de colaboração cedeu até  utensílios para equipar a secretaria?

Abaixo o documento onde a atual,ou seria interina secretária de assistência social enviou a ex secretária Socorro Leite.

Mega-Sena acumula, e prêmio estimado chega a R$ 40 milhões Imirante.com

As apostas da Mega-Sena custam R$ 3,50 e podem ser feitas até às 19h do dia do sorteio.

Mega-Sena acumula, e prêmio estimado chega a R$ 40 milhões
Foto: Reprodução

SANTO ANTÔNIO DE JESUS – Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.933 da Mega-Sena, sorteado na noite desta quarta-feira (24), em Santo Antônio de Jesus (BA). O prêmio estimado para o próximo concurso, que será realizado neste sábado (27), é de R$ 40 milhões.
Confira as dezenas sorteadas: 02 - 14 - 15 - 19 - 35 - 59.
A Quina teve 86 apostas ganhadoras, e cada uma vai levar R$ 32.514,14. A Quadra teve 6.417 premiados, que vão ganhar R$ 622,50 cada um.
As apostas da Mega-Sena custam R$ 3,50 e podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer casa lotérica do país. Os clientes da Caixa com acesso ao Internet Banking podem fazer as apostas usando o serviço do banco, basta ter conta-corrente e ser maior de 18 anos.

Imigrante.com

Ministérios são incendiados e depredados;governo evacua todos os prédios e esplanada

Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, foram evacuados na tarde desta quarta-feira (24) após os manifestantes colocarem fogo nos ministérios da Agricultura, da Cultura e da Fazenda. Ao menos mais dois prédios ... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/05/24/policia-usa-bombas-de-gas-para-impedir-que-manifestantes-se-aproximem-do-congresso.htm?cmpid=copiaecola
Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, foram evacuados na tarde desta quarta-feira (24) após os manifestantes colocarem fogo nos ministérios da Agricultura, da Cultura e da Fazenda. Ao menos mais dois prédios foram depredados. Os funcionários dos ministérios foram retirados dos prédios pelas saídas dos fundos. O Palácio do Planalto está cercado pelo Exército. Ao menos quatro manifestantes foram hospitalizados; seis policiais foram feridos.
Um grupo de cerca de 50 pessoas usando máscaras no rosto promoveu um quebra-quebra em meio à manifestação contra o governo do presidente Michel Temer. Por volta das 16h, os manifestantes começaram a se dispersar em frente ao gramado do Congresso Nacional em direção ao estádio Manoel Garrincha, que fica a cerca de 5 km da Esplanada dos Ministérios. Carros de som também foram retirados. Às 16h45, ainda havia confronto e confusão em frente aos ministérios.
Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, foram evacuados na tarde desta quarta-feira (24) após os manifestantes colocarem fogo nos ministérios da Agricultura, da Cultura e da Fazenda. Ao menos mais dois prédios ... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/05/24/policia-usa-bombas-de-gas-para-impedir-que-manifestantes-se-aproximem-do-congresso.htm?cmpid=copiaecola
Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, foram evacuados na tarde desta quarta-feira (24) após os manifestantes colocarem fogo nos ministérios da Agricultura, da Cultura e da Fazenda. Ao menos mais dois prédios ... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/05/24/policia-usa-bombas-de-gas-para-impedir-que-manifestantes-se-aproximem-do-congresso.htm?cmpid=copiaecola

ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que o presidente da República, Michel Temer, decretou ação de garantia de lei e da ordem em Brasília. Tropas federais já se encontram no Palácio do Planalto e no Palácio do Itamaraty, disse o ministro. "Servidores se encontram aterrorizados", afirmou Jungmann, durante pronunciamento. 
O grupo destruiu persianas e vidraças de ministérios, entre eles o da Integração Nacional, o do Trabalho e o da Agricultura. Este último havia sido cercado por tapumes, mas, mesmo assim, teve os vidros quebrados. Também foram depredados paradas de ônibus, placas de trânsito, orelhões, holofotes que iluminam os letreiros dos ministérios e até banheiros químicos que haviam sido instalados para a manifestação. Funcionários do Ministério da Cultura relataram que os manifestantes botaram fogo na biblioteca do prédio, além de sacar documentos e espalhá-los.




Renato Costa/FramePhoto
Um manifestante foi ferido gravemente e perdeu parte da mão, segundo apurou reportagem do UOL. Outro manifestante foi ferido a bala. Segundo informações da Secretaria de Estado de Segurança Pública do DF, cerca de 35 mil manifestantes estão na Esplanada. Parte deles tentou invadir o perímetro de segurança restrito próximo ao Palácio da Justiça, mas foi contido pela PM.
A confusão começou quando os manifestantes tentaram furar uma barreira feita pela polícia para se aproximar do Congresso. A todo momento, grupos de policiais tentam dispersar manifestantes, que estão espalhados pela Esplanada dos Ministérios. Vários atiram pedaços de pau e pedras em direção aos policiais, enquanto os trios elétricos das centrais sindicais estão praticamente no meio do fogo cruzado.
Enquanto isso, do lado de dentro do Congresso, deputados de oposição ao governo federal ocuparam a Mesa Diretora da Câmara em protesto contra o presidente Michel Temer (PMDB) e pediram o encerramento dos trabalhos na Casa. Vice-presidente da Câmara, André Fufuca (PP-MA), suspendeu a sessão por dez minutos depois de uma confusão.

A Marcha das Centrais Sindicais, como está sendo chamado o ato, protesta contra as reformas propostas pelo governo federal e pede a renúncia do presidente Michel Temer. Os manifestantes se reuniram pela manhã em frente ao estádio Mané Garrincha e depois seguiram em caminhada até o Congresso passando pela Esplanada dos Ministérios.




Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo
Polícia joga bombas de gás contra manifestantes
A reportagem viu ao menos três manifestantes feridos, dois homens e uma mulher, sendo atendidos por bombeiros. Todos estavam conscientes. Um dos homens foi trazido por colegas manifestantes que estavam muito nervosos com a situação, e fizeram protestos diretamente a policiais militares que estavam no local. Com o ferido no chão, os PMs dispersaram o grupo com spray de pimenta.
De acordo ainda com a polícia, 500 ônibus trouxeram os manifestantes. Um bombeiro que não quis se identificar por não poder dar entrevistas disse à reportagem que já havia perdido a conta de quantos incêndios combateu no protesto desta quarta.
No início da tarde, policiais militares a cavalo lançaram bombas e atiraram balas de borracha em direção aos manifestantes no gramado da Esplanada. Forças de segurança fizeram outras barreiras nas pistas da Esplanada, também lançando bombas de gás contra manifestantes.
Lideranças do movimento pediam calma, orientam todos a não provocar a polícia e gritam "sem violência". De cima dos trios elétricos, lideranças continuavam discursando. "Não são essas bombinhas que jogam em nós que vão tirar o brio dos trabalhadores do Brasil", disse uma delas.
Angelita do Amaral, 40, servidora pública do Rio Grande do Sul estava atrás do grupo que tentou furar a barreira da polícia militar. Apesar de ter sido atingida com o gás, ela diz acreditar que a corporação fez o que deveria ter sido feito. "A polícia fez o trabalho dela. Um grupo jovem tentou furar o bloqueio e aconteceu isso. Infelizmente, uma parte acaba estragando um protesto tão bonito", reclamou.




Wilton Junior/Estadão Conteúdo
Tumulto entre policiais e manifestantes em Brasília

As forças de segurança tentaram manter os manifestantes na mesma linha dos trios elétricos, estacionados a cerca de 300 metros do Congresso.
Mais cedo, também houve uma pequena confusão entre policiais e manifestantes que não queriam passar pela revista.
A avenida das Bandeiras é o limite para a chegada dos manifestantes. A Secretaria de Segurança e da Paz do Distrito Federal informou que os participantes do protesto não poderão chegar até a praça dos Três Poderes.




Gustavo Maia/UOL
Policiais fazem cordão de isolamento do Congresso Nacional

Durante a marcha, líderes sindicais anunciaram no carro de som que nenhum mascarado ia entrar no movimento. "Estamos de olho", anunciaram e pediam que quem estiver com o rosto coberto que tirasse a máscara.
Parlamentares de partidos da oposição se juntaram à marcha por volta de 13h e subiram em um dos carros de som que cruzava a Esplanada dos Ministérios, mas disseram que só iam discursar quando estiverem na frente do Congresso Nacional.
Entre eles, estavam os senadores Lindbergh Farias (RJ), Paulo Rocha (PA) e Gleisi Hoffman (PR), todos do PT, e a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

(Com informações da Agência Brasil)

Avião da Polícia Federal pousa no aeroporto de São Luis e deixa políticos maranhenses desesperados

Avião da Polícia Federal-Foto ilustração.

O avião da Polícia Federal pousou no aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís, na tarde desta terça-feira, com cerca de 40 agentes, e deixou apreensivos políticos e empresários que tomaram conhecimento do fato.

A apreensão aumentou depois que a aeronave foi fotografada no pátio do aeroporto e a imagem obtida por celular se espalhou em alguns grupos de WhatsApp. Foi o suficiente para deixar bastante nervosos alguns políticos e empresários, preocupados com a possibilidade de uma nova operação da PF na capital maranhense.

E a notícia já estava tomando vulto, quando chegou a informação tranquilizadora, também transmitida nos grupos de Whatsapp, de que o avião havia pousado em São Luís apenas para reabastecimento, e que já ia decolar para Manaus, no Amazonas.


Com informações de Antônio  Martins. 

Diretor do IPEDE diz estar sendo perseguido pelo prefeito de Pedreiras

Dácio Alves
O diretor presidente do IPEDE, Instituto Pedreirense de educação e extensão Dácio Alves, usou sua página pessoal no Facebook para demonstrar sua revolta e indignação com o prefeito de Pedreiras Antônio França.Na postagem, o diretor do Instituto, faz um desabafo afirmando que a prefeitura de Pedreiras barrou a continuidade de um curso de graduação e outro de pós que funcionava na escola Elias Rodrigues no povoado Marianópolis. Segundo Dácio a atitude do prefeito leva a crer que devido a uma disputa de mercado entre o Instituto e a FAESF pode ser fator preponderante para tal comportamento do prefeito. Vale ressaltar que a pasta da educação em Pedreiras foi entregue de porteira fechada aos proprietários da Faculdade. Seria um protecionismo por conta da estreita ligação entre ambos? O que sabemos de fato é que mais uma vítima da perseguição do prefeito foi pra Lista, que aumenta dia após dia e que em pouco tempo já reúne um conglomerado de pessoas dos diversos segmentos de nossa sociedade. Fica a pergunta, a população de Pedreiras não pode ter nem o direito de escolher qual instituição de ensino deseja ingressar? 

Abaixo o texto na íntegra extraído da página de Dácio Alves.



Amigos quero compartilhar com vocês uma triste situação que está acontecendo, uma perseguição infeliz contra nosso trabalho, nós levamos oportunidade de educação para o Povoado Marianopoles município de Pedreiras o curso de extensão universitária em pedagogia a e uma turma de pós graduação, mais tivemos que mudar todos os alunos para o Povoado Pacas município de Santo Antônio dos Lopes porque o Prefeito de Pedreias juntamente com sua equipe barraram o processo educacional em Marianopoels, eu pergunto a vocês cadê o incentivo à educação? Cadê a humildade, cadê o trabalho sério tão prometido, há mais alguém pode diZer o ipede é uma instituição privada não tem porque o município está cedendo espaços físico aos finais de semana para a população do próprio município, mais o que tenho observado é que agora todas as atividades da prefeitura tem sido realizadas dentro da Faculdade São Francisco porque será se é também uma instituição privada? Só gostaria de saber o porque de tamanha perseguição cadê o profissionalismo, mais quero aqui agradecer e parabenizar o Prefeito da cidade s Santo Antônio dos Lopes por tamanha competência e compromisso com a educação dos moradores de seu município, porque prefeito que é prefeito faz é assim e não e mandado como cão que obedece só aos seus donos e faz de uma instituição um curral eleitoral.
Deixo aqui minha indignação ao prefeito municipal de Pedreiras.

Intervenção militar: Discurso do General Paulo Chagas

Liberdade para quê?Liberdade para quem?
Liberdade para roubar, matar, corromper, mentir, enganar, traficar e viciar?
Liberdade para ladrões, assassinos, corruptos e corruptores, para mentirosos, traficantes, viciados e  hipócritas?
Falam de uma “noite” que durou 21 anos, enquanto fecham os olhos para a baderna, a roubalheira e o desmando que, à  luz do dia, já dura 26!
Fala-se muito em liberdade!
Liberdade que se vê de dentro de casa, por detrás das grades de segurança, de dentro de carros blindados e dos vidros  fumê!
Mas, afinal, o que se vê?
Vê-se tiroteios,incompetência, corrupção, quadrilhas e
quadrilheiros, guerra de gangues e traficantes,Polícia Pacificadora, Exército nos morros, negociação com bandidos,  violência e muita hipocrisia.
Olhando mais adiante, enxergamos assaltos, estupros, pedófilos, professores desmoralizados, ameaçados e mortos, vemos  “bullying”, conivência e mentiras, vemos crianças que matam, crianças drogadas,  crianças famintas, crianças armadas, crianças arrastadas, crianças  assassinadas.
Da janela dos apartamentos e nas telas das televisões vemos arrastões, bloqueios de ruas e estradas, terras invadidas, favelas atacadas, policiais bandidos e assaltos a mão armada.
Vivemos em uma terra sem lei, assistimos a massacres, chacinas e seqüestros. Uma terra em que a família não é valor,  onde menores são explorados e violados por pais, parentes, amigos,  patrícios e estrangeiros.

Mas, afinal, onde é que nós vivemos?
Vivemos no país da impunidade onde o crime compensa e o criminoso é conhecido, reconhecido, recompensado,  indenizado e transformado em herói!Onde bandidos de todos os colarinhos fazem leis  para si, organizam “mensalões” e vendem sentenças!
Nesta terra, a propriedade alheia, a qualquer hora e em qualquer lugar, é tomada de seus donos, os bancos são assaltados e os caixas explodidos. É aqui, na terra da “liberdade”, que  encontramos a “cracolândia” e a “robauto”, “dominadas” e vigiadas pela  polícia!
Vivemos no país da censura velada, do “microndas”, dos toques de recolher, da lei do silêncio e da convivência  pacífica do contraventor com o homem da lei. País onde bandidos comandam o crime e  a vida de dentro das prisões, onde fazendas são invadidas, lavouras  destruídas e o gado dizimado, sem contar quando destroem pesquisas cientificas  de anos, irrecuperáveis!
Mas, afinal, de quem é a liberdade que se vê?Nós somos prisioneiros do medo e reféns da impunidade ou da bandidagem organizada e institucionalizada que a  controla?
Afinal, aqueles da escuridão eram “anos de chumbo” ou anos de paz?
E estes em que vivemos, são anos de liberdade ou de compensação do crime, do desmando e da  desordem?
Quanta falsidade, quanta mentira, quanta canalhice ainda teremos que suportar, sentir e sofrer, até que a indignação nos traga de volta a vergonha, a autoestima e a própria  dignidade?
Quando será que nós, homens e mulheres de bem, traremos de volta a nossa liberdade?
  
Paulo Chagas é General da Reserva do Exército do  Brasil.

Após a leitura, não deixe de repassar. É o retrato do nosso Brasil.