Exposto, José Aldo é nocauteado e perde o cinturão lutando no Rio de Janeiro.

 Amazonense começou bem na luta, mas jogando com a guarda baixa acabou sucumbindo à potência e precisão de Max Holloway. 


 Foi no Rio de Janeiro, a cidade onde se tornou o "campeão do povo", que o amazonense José Aldo perdeu seu cinturão do peso pena do UFC.

O amazonense começou bem na luta, acertando golpes potentes e castigando Max Holloway, então campeão interino. Mas o havaiano, mais inteiro fisicamente e com 'sangue nos olhos', conseguiu reverter o combate e, por nocaute técnico,  acabar pela segunda vez com o reinado do amazonense na categoria.

José Aldo desolado após nocaute


Fica, agora, a incógnita sobre o futuro do lutador amazonense, que já manifestou em oportunidades anteriores a vontade de se aposentar do octógono. 

O primeiro round começou bem estudado, com os lutadores tentando administrar a distância. Mas a partir da segunda metade, Aldo começou a pressionar e encaixou uma boa sequência, bem assimilada por Holloway. O brasileiro dominou as ações no fim do round, mas deixava perigosos espaços para o havaiano.

No segundo round, foi a vez de Holloway começar melhor. Ele acertou boas combinações de jabs e diretos, que assustaram o amazonense. Atento à movimentação do rival, Aldo reassumiu as rédeas do round em seguida e no final, em momento de luta franca, o brasileiro acertou um forte chute rodado que balançou o havaiano. 

No terceiro round, a luta franca cobrou seu preço. Jogando muito exposto, com a guarda baixa, Aldo viu o rival jogar um potente direto de direita que o levou ao chão. Abalado, o amazonense ainda tentou evitar o pior jogando por baixo. No entanto, o havaiano conseguiu a montada e castigou o brasileiro, que não conseguiu mais reagir e viu o árbitro encerrar o combate. 

Desolado no octógono, Aldo parecia não acreditar na derrota em casa. Sem usar seus potentes chutes baixos, e sem a mesma inteligência estratégica de outras oportunidades, o amazonense ficou sem o cinturão. E seus fãs ficam, agora, na incerteza sobre o futuro do lutador, que já manifestou sua intenção de se aposentar.

Fonte: A critica

Com dois de Cristiano Ronaldo, golaço de Casemiro e um Asensio para fechar o placar, time se torna o primeiro na história do torneio a conquistar o título duas vezes seguidas. Veja os detalhes da partida decisiva em Cardiff

O Real Madrid pode soltar o grito de campeão e ainda dizer que reforçou o nome na história da Liga dos Campeões. O time de Cristiano Ronaldo e companhia, comandado por Zinedine Zidane, goleou a Juventus por 4 a 1 na final da Liga dos Campeões 2017 e se tornou o primeiro time a vencer duas vezes seguidas o torneio. 
Fonte: Esporte - iG @ http://esporte.ig.com.br/futebol/2017-06-03/liga-campeoes-2017-final.html

Nenhum comentário: